quinta-feira, 20 de novembro de 2008

só um comentário




Se não fossem as palavras, estaríamos perdidos no silêncio. Como as temos, nos perdemos dentro delas.
Os dias que temos são esses, só nos resta aproveitá-los para tentar criar outros.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

A beleza está nas pequenas coisas




Estes dias querem me parar
e eu sigo sendo este desapercebido perdido pela casa

velhos amigos que já se foram
velhas canções me lembram dos tempos de risos

e o vento que sopra esta manhã
me diz tudo que quis até agora
e eu pergunto a mim mesmo
onde foram parar meus medos?
e pra onde foram todos que me cercaram um dia?

onde eu tentei te segurar por dias inteiros
onde eu pedí aos pesadelos para retornarem
o abismo me escolheu
e eu sigo sem memória

eu vejo esta luz tocar o chão, as paredes e minha alma
sinto o calor dos raios da manhã no rosto e nas janelas
segue em paz o calor dos dias

e eu tento agarrar o tempo

e eu tento viver mais um dia, novamente.