quinta-feira, 30 de abril de 2009

sábado, 25 de abril de 2009

e lá se vão minhas palavras...


porque os dias me tomaram toda a vontade
porque a noite esteve tão fria que os ossos doeram
porque a lua era só mais um astro caindo no horizonte
as luzes da cidade estavam se apagando
os olhares pararam de se cruzar
o silêncio foi quebrado pelos que acordavam
meus pés dormentes por não querer me mover e fazer aguma coisa
por não saber o verdadeiro significado de acreditar
por me sentir insignificante
por me trair a memória
porque esquecí que poderia crescer
porque o mundo se tornou pequeno
a cabeça voltou a doer
e o medo do mundo voltou a me seguir nas ruas
traiçoeiro e assassino

de qualquer forma vou tentar encarar as ruas
mesmo que elas, dentro destes dias, sejam sufocantes pra mim.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

sexta-feira, 3 de abril de 2009

A garota ruiva sente a brisa do outono.

estava vendo uma matéria sobre um estudo fotográfico com a proposta de discutir o fascínio e os preconceitos sofridos pelas pessoas ruivas e me sentí completamente inspirado. Eram retratos fabulosos, que expunham de forma maravilhosa, toda a beleza destas pessoas.
inspirado nas fotografias de Jenny Wicks: