segunda-feira, 16 de maio de 2011

Sobre mundos ainda desconhecidos #25 - Sobre se aventurar




















Por favor manhã,
me traga aqueles sentidos de volta
Me leve da realidade
para que eu receba a graça e toda luz
Para remar ao infinito
seguindo toda sua suavidade

Se olho ao redor
posso um dia encontrar sua face
Onde os medos estão aprisionados
em calabouços adormecidos
O dia não me impede de acreditar
No agora e todo sempre

Sei que quero muito mais que o eterno

As lágrimas e sombras
me escondem ainda mais
quantas quedas mais,
para mostrar o que é certo?
que para tudo e todos
a verdade nunca existiu

Por favor manhã
me traga aqueles sentidos de volta
através de toda luz
para remar ao precipício
sufocar os sacrifícios
e ter risos mais sinceros.