sábado, 6 de fevereiro de 2010

Sobre mundos ainda desconhecidos #18 - Sobre o que habita lugares esquecidos no tempo.


























Aqui está o verão que nos queima e nos leva para dentro dos sentidos
e dos corações adormecidos
O brilho das coisas através dos túneis
Deixa no esquecimento as sombras do mundo.

Aqui estiveram todas as coisas boas que chamávamos de sentimentos
Éramos senhores de nosso próprio tempo
Pelos sonhos e dias que passavam
por toda a noite que conhecíamos bem
Levando as luzes até o conhecimento de uma estrela da manhã
luzes que cruzavam os caminhos
cada vez mais fortes, como o sol
levando toda a nebulosidade embora.

Agora me leva ao alto
para o lugar onde os sóis são eternos
E nos acompanham por dentro do que era a escuridão dos medos,
das lembranças,de pesadelos sentidos e recorrentes.

imagem gentilmente cedida por Renata Coelho